terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Anorexia !

Impressionante.

(REPORTAGEM COMPLETA DO JORNAL THE SUN)



'I get fan mail from young girls asking how to look like me... but I won’t teach them to die'

Extreme anorexic who is appalled to be a role model

Valeria Levitin
Warning ... 4st 3lb Valeria Levitin urges youngsters to take note of her plight
Rosie Hallam / Barcroft
130

WEIGHING just FOUR stone, extreme anorexic Valeria Levitin is thought to be the thinnest woman in the world.

Her malnourished figure and matchstick-thin thighs should serve as a stark warning about the dangers of eating disorders.
But worryingly, Valeria says she gets FAN MAIL from girls desperate to copy her skeletal look.
The 39-year-old says: “I have received emails from young girls who want me to teach them how to be like me.
“All the letters I’ve had are from women, mainly in their twenties, who see me as some kind of inspiration.
“This is why I want to campaign against anorexia. I am not going to teach them how to die. It is not a game, it is not a joke, it is your life.”
Valeria, who developed her eating disorder as a teenager, has chosen to speak out about how the illness has ruined her life — and how she is desperate to win her battle in order to have a family.
“I want to share my story to help sufferers and their families from repeating my fate,” says Valeria, who is originally from Russia but now lives in Monaco.
“I want young people to live happy, healthy and meaningful lives. Anorexia has made me lonely, unattractive and repulsive for the people around me.”
Valeria
Healthy ... 5ft 8in Valeria weighed 10st aged 19
Rosie Hallam / Barcroft
At 5ft 8in, Valeria’s weight should be between 9st and 12st, according to NHS advice. Instead she is a horrifying 4st 3lbs, less than HALF of what her lightest healthy weight should be.
The crippling disorder has taken such a toll on Valeria that she can no longer remember what bread tastes like.
Her daily diet now includes only fruit, one small meal of meat and vegetables. Many foods have to be avoided because they don’t agree with her body any more.
Valeria has been single for a decade because her illness makes her so miserable.
She says: “It’s very hard to be in a relationship when you cannot share the normal things that people do, such as going to restaurants or enjoying life.
“People don’t want to be around someone who is not in a good mood or not upbeat.
“They want to live a happy life and not feel as though they are tied to this person.”
She believes her mother’s criticism of her as a child is partly to blame for her condition. Valeria explains: “My mother was afraid I would grow up obese like my relatives. For that reason she tried to restrict my eating from a very young age.
“She made me weigh myself regularly to check that I hadn’t put any weight on. Because I was an only child, she wanted me to be perfect.”
Valeria Levitin
Ravaged ... Valeria Levitin looks shockingly thin as she walks in Monaco
Rosie Hallam / Barcroft
At 16, and weighing 10st, Valeria moved to Chicago, USA, with her mum and stepdad. The move brought even more pressure to be slim.
She adds: “The environment was very different. I wanted to be liked by everyone and I thought that if I lost weight, I would be accepted.
“I started cutting out certain foods from my diet — I wouldn’t eat sugar or carbohydrates.
“I became trapped in a vicious circle where I needed to lose more weight to feel happy with myself.
“Now it’s almost impossible to put the weight I’ve lost back on because my body can’t process many foods.”
When a classmate made a cruel comment about Valeria’s figure, she became even more determined to lose weight.
She explains: “We were playing football and during the game a man said, ‘I know how we can win. We need to put Valeria’s big ar*e in the goal’. It shattered my whole world.”
By the time she was 23, Valeria’s dress size had plummeted from a healthy size 12 to a tiny size six.
And attempts at getting into modelling only made matters worse — because she was told she was STILL too fat.
Valeria Levitin
Early years ... Valeria believes her mother's criticism is partly to blame for anorexia
Rosie Hallam / Barcroft
Though she explains: “But it was my feelings of being an outsider that plagued me most.” Valeria’s passion was ballet and she dreamed of becoming a dancer. But at 24, and weighing just 6st, she was banned from dancing over concerns she would injure herself.
For the next ten years she saw more than 30 health specialists, though once dipped to a dangerously low 3st 10lbs.
She says now: “This disease is not about being cured by a doctor.
“It’s a deeper problem than that, it’s a lack of harmony between body and soul. I never gained any weight seeing specialists. I have never been hospitalised.
“The best cure I ever found was when I said to myself, ‘I’m going to recover’.
“I was feeling better and when you feel better your body starts to come back to normal. When you become healthier your body will start eating, not vice versa.
“You don’t force yourself to eat then become better, it’s not like that.”
Today she takes supplements to counter the risk of bruising and avoids situations where she could fall.
She says: “I know I’m in a fragile state. I have to be very careful about where I go or what I do.”
Now Valeria believes the solution could lie in moving back to Moscow.
There is one incentive to get well again — having a baby via a surrogate. It is something she feels she can do if she can get herself healthy. “I think moving back to Moscow would help me once again feel at ease with myself,” she says.
“I would love to have a family because I feel I have so much to give.
“But obviously it wouldn’t be right to have a baby when I am ill. It wouldn’t be fair on the child.
“I want to stand up to anorexia. I’ve never given up on anything in my life and I’m not about to give up now.
“I must win, in order to feel that my life hasn’t been wasted.”

One of her fan letters

Hello dear Valeria,
I am 23 and weigh 8½st and I do not like myself this way. I want to look skinny like Thumbelina. Nobody can persuade me not to diet, even though I acquired gastritis and pancreatitis.
I have tried all kinds of diets but they all yielded only temporary results. On my present diet I do not feel hungry eating 10½oz to 14oz of food per day, I cannot return to my old way of eating because I fear I will gain weight.
All my relatives are telling me it will hurt me, that I will be a victim of anorexia. I am a little worried that one day I will be faced with a problem of critically low weight and I want to know when to get worried. When did it happen to you?
Valeria would like people suffering from eating disorders like hers to get help. You can find support by going to b-eat.co.uk


Read more: http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/woman/real_life/4702938/anorexic-gets-fan-mail-from-girls-wanting-to-look-like-her.html#ixzz2FWMSIUzd
Pin It now!

30 comentários:

PRISCILLA DONATO disse...

credo!

Carla Renata (A Teimosa) disse...

misericórdia!!!!

Priscila disse...

Larissa, tem a reportagem completa? Fiquei admirada com as pernas dela.. o nariz disforme..

Como pode né?

Elaine C. Melo disse...

Credo que horror!!

Elaine C. Melo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Extremo, lamentável, triste!
Aline

maria/andrea disse...

Li esta matéria ontem. Um absurdo.
Onde as garotas (fãs??) acham isso bonito ou exemplo a seguir??
Pelamor!

Isa disse...

Será que é verdade? Parece montagem se olhar bem no fundo branco, e é difícil uma calça ter aquele formato nas pernas, por mais magra que a pessoa seja. Sem falar no fato de que uma pessoa assim não estaria nem de pé.
E se for verdade, realmente é muito impressionante, gostaria de saber mais sobre o caso.

Anônimo disse...

http://mais.al/geral/2012/12/18/17698/anorexica-com-39-anos-pesa-25-kilos

Esse é o link da reportagem que vi.

Morro e não vejo tudo, rsrs.

Andrea.

Aline disse...

Isso é horrivel.

É mais uma prova de como a crueldade de pessoas (mediocres, que usam o bulling como forma de esconder seus próprios problemas) pode acabar com a vida de uma bela pessoa, cheia de potencial.

Fui vitima de bulling e ver que as pessoas que foram tão cruéis na minha infância, hoje são adultos sem perspectivas (para não dizer até mesmo fracassados), me mostra que tudo aquilo de ruim que me disseram não era verdade, nada do que me disseram era verdade, era apenas uma tentativa de se sentirem bem de alguma forma, mesmo que para isso, maltratar o outro fosse a saída.

E torço sempre para que todas as pessoas que sofreram bulling e todas as crianças que hoje ainda sofrem, percebam a tempo, que quem não 'presta' na história de suas vidas, são essas pessoas sempre estiveram dispostas a serem cruéis, essas pessoas sim, não valem a pena.

Lu disse...

Imagens CHOCANTES, mais é uma pena, não falo, nem leio em inglês ... Traduz ae Larissa ;)

Anônimo disse...

Todas as pessoas que fazem loucuras de ficar sem comer deveriam ver essas fotos, inclusive acho que vou postar no meu face, emagrecer deve ser com reeducação alimentar e não sem comida, as pessoas precisam acordar...parabéns pela abordagem Larissa.

Maria, Às vezes! disse...

Fiquei sem palavras... :( Lamentável.

Rita disse...

Horror ne... tem a matéria em português no portal R7 http://noticias.r7.com/saude/pesando-apenas-25-kg-anorexica-e-vista-como-modelo-por-adolescentes-18122012

Anônimo disse...

The Walking Dead

Anônimo disse...

Essa matéria foi publicada segunda feira no site da globo em portugues, se procurar acho que acha ainda. Ela disse que recebe vários emails de meninas perguntado como fazer para ficar a ela, querendo dicas.

Jamile disse...

Os extremos são lamentáveis, mas como sabemos é uma doença e sinto muito ter tanta gente com distúrbios alimentares. É uma luta diária, mas tem solução.

Wilma Santos disse...

Vixe!! se for verdade mesmo, é lamentável que alguém cegue a esse ponto: para que ou para quem? Loucura ficar sem comer, não sei como consegue,só pode ser mesmo uma doença, portanto eu sempre acho temeroso meninas que entram nessa de se privar de tudo pra entrar num manequim 38, há que se ter muita sabedoria alimentar do contrário, pode chegar a esse ponto e nem se dá conta. Triste pros familiares, ninguém precisa disso, basta equilibrar o que come, se manter saudável e ser feliz, pra que ser magrinha se sua natureza não é essa, pra agradar a quem? OUCH!!

r. disse...

Larissa, nada a ver com seu post, mas recebi por email e lembrei que vc estava querendo comprar um kindle, tem no ponto frio agora: http://www.pontofrio.com.br/Informatica/LeitordeLivrosDigitaiseReader/leitoreletronico/Kindle-com-Wi-Fi-tela-de-alto-contraste-de-6%E2%80%9D-bateria-com-longa-vida-e-leitura-sem-reflexo-como-se-fosse-papel-1839152.html

Luciana disse...

quando se torna doença tudo fica mais complicado,uma menina que era tão bonita para quem olhava, não pra ela... pena mesmo :(

Silvia M. D. Almeida disse...

Nossa... Chocante!!!

Silvia M. D. Almeida disse...

Nossa... Chocante demais!!!

juletur disse...

Larissa, faz um post sobre como vc faz as papinhas pro teu nene!!! eu tb tenho nene e queria saber... obrigada... =)

Anônimo disse...

Ola,
te vi hj no poupatempo e na hora fiquei com vergonha de falar mas depois fui te procurar e nao te vi mais... uma pena.
acompanho há anos seu blog.
bjs
Cristiana

Anônimo disse...

Larissa,
acompanho o seu blog há bastante tempo, mas de alguns posts pra cá, venho perdendo o interesse. para ser honesta, aquele post que você escreveu sobre como é horrível ser gordo me parece ser a desculpa perfeita para as pessoas que acabam enveredando no caminho da anorexia. você pode dizer que nenhum extremo é bom, e eu concordarei com você, mas ao afirmar categoricamente que ser gordo é horrível, você acaba exaltando a magreza como única condição possível para se ter uma vida não horrível. sei que esse é um blog pessoal, no qual constam opiniões pessoais, contudo, depois de 11 anos de blog, é mais do que plausível pensar que vocẽ forma opiniões. quando você diz que é horrível ser gordo, acaba ecoando um preconceito latente em nossos dias e é algo que não acrescenta em nada na luta de alguém pela aceitação do próprio corpo e na melhora de uma possível condição que o desgoste.
um abraço,
Veronica

disse...

OMG...fiquei chocada ...sem palavras ...
triste muito triste

Anônimo disse...

Trabalho com esse tipo de distúrbio da alimentação e o que mais me choca são como algumas pessoas ainda não acreditam q esse tipo de doença exista. Alguns comentários podem ser estendidos aos familiares que não acreditam na doença, afirmam ser "frescura", porém esse descaso leva a morte. Infelizmente pode ser verdade e muitas brasileiras sofrem desse disturbio em todas a classes sociais,

Linda disse...

Deus que me perdoe pela intolerância, mas dá vontade de dar na cara de uma imbecil dessas! De esfregar nessa cara de caveira as fotos dela na época em que era saudável e depois fazê-la se olhar no espelho. Será que ainda acharia seu corpo mais morto do que vivo bonito?
Eu não tenho paciência com certas coisas...
Na blogosfera tem inúmeros blogs de adolescentes que fazem pactos de ficar sem comer absolutamente nada por até 48 hs.
Claro que a maioria não consegue, mas algumas mais "determinadas" ficam a base de coca-zero e chiclete light durante dias.
E elas veneram fotos ridículas como essas. Acham lindo esse esqueleto em pé. Ah faça-me o favor...

♥ Carol disse...

Nossa que doença lamentável!
As pessoas ficam doentes em busca da perfeição e acabam perdendo suas referências...saúde acima de tudo!
Deve ser muito difícil tratar um caso desses.

Anônimo disse...

nossa realmente e impressionante....uma vez comecei a vomitar toda vez q comia...até q um dia comecei a vomitar a agua...então tive forcas pra poder parar...foi dificil mas consegui.....como ela esta hj?