quarta-feira, 5 de junho de 2013

Lindo.

Li na Folha hoje. Lindo. Por isso tiro fotos de tudo. Da vida real. Cada momento é único.



ANTONIO PRATA
Recordação
'Não faz sentido, pra que que a pessoa quer gravar as coisas que não são da vida dela e as coisas que são, não?'

"Hoje a gente ia fazer 25 anos de casado", ele disse, me olhando pelo retrovisor. Fiquei sem reação: tinha pegado o táxi na Nove de Julho, o trânsito estava ruim, levamos meia hora para percorrer a Faria Lima e chegar à rua dos Pinheiros, tudo no mais asséptico silêncio, aí, então, ele me encara pelo espelhinho e, como se fosse a continuação de uma longa conversa, solta essa: "Hoje a gente ia fazer 25 anos de casado".

Meu espanto, contudo, não durou muito, pois ele logo emendou: "Nunca vou esquecer: 1º de junho de 1988. A gente se conheceu num barzinho, lá em Santos, e dali pra frente nunca ficou um dia sem se falar! Até que cinco anos atrás... Fazer o que, né? Se Deus quis assim...".

Houve um breve silêncio, enquanto ultrapassávamos um caminhão de lixo e consegui encaixar um "Sinto muito". "Obrigado. No começo foi complicado, agora tô me acostumando. Mas sabe que que é mais difícil? Não ter foto dela." "Cê não tem nenhuma?" "Não, tenho foto, sim, eu até fiz um álbum, mas não tem foto dela fazendo as coisas dela, entendeu? Que nem: tem ela no casamento da nossa mais velha, toda arrumada. Mas ela não era daquele jeito, com penteado, com vestido. Sabe o jeito que eu mais lembro dela? De avental. Só que toda vez que tinha almoço lá em casa, festa e alguém aparecia com uma câmera na cozinha, ela tirava correndo o avental, ia arrumar o cabelo, até ficar de um jeito que não era ela. Tenho pensado muito nisso aí, das fotos, falo com os passageiros e tal e descobri que é assim, é do ser humano, mesmo. A pessoa, olha só, a pessoa trabalha todo dia numa firma, vamos dizer, todo dia ela vai lá e nunca tira uma foto da portaria, do bebedor, do banheiro, desses lugares que ela fica o tempo inteiro. Aí, num fim de semana ela vai pra uma praia qualquer, leva a câmera, o celular e tchuf, tchuf, tchuf. Não faz sentido, pra que que a pessoa quer gravar as coisas que não são da vida dela e as coisas que são, não? Tá acompanhando? Não tenho uma foto da minha esposa no sofá, assistindo novela, mas tem uma dela no jet ski do meu cunhado, lá na Guarapiranga. Entro aqui na Joaquim?" "Isso."

"Ano passado me deu uma agonia, uma saudade, peguei o álbum, só tinha aqueles retratos de casório, de viagem, do jet ski, sabe o que eu fiz? Fui pra Santos. Sei lá, quis voltar naquele bar." "E aí?!" "Aí que o bar tinha fechado em 94, mas o proprietário, um senhor de idade, ainda morava no imóvel. Eu expliquei a minha história, ele falou: Entra'. Foi lá num armário, trouxe uma caixa de sapatos e disse: É tudo foto do bar, pode escolher uma, leva de recordação'."

Paramos num farol. Ele tirou a carteira do bolso, pegou a foto e me deu: umas 50 pessoas pelas mesas, mais umas tantas no balcão. "Olha a data aí no cantinho, embaixo." "1º de junho de 1988?" "Pois é. Quando eu peguei essa foto e vi a data, nem acreditei, corri o olho pelas mesas, vendo se achava nós aí no meio, mas não. Todo dia eu olho essa foto e fico danado, pensando: será que a gente ainda vai chegar ou será que a gente já foi embora? Vou morrer com essa dúvida. De qualquer forma, taí o testemunho: foi nesse lugar, nesse dia, tá fazendo 25 anos, hoje. Ali do lado da banca, tá bom pra você?"

Lindo.

Minha foto de ontem da vida real: Assando um bolo ...


Pin It now!

39 comentários:

Fabi Sereia disse...

Eu vi esta foto no Instagram,amei!!
Realmente fotografar todos os momentos da vida é bom demais, e olhar um tempo depois, melhor ainda!Tu estás certa!
Beijos

SILVIA disse...

Seu filho é lindo, parabéns!
Sempre leio seu blog, mas nunca comentei. Esse texto me tocou, tb tenho um filho da idade do seu e a vida me toca constantemente, porque sou outra desde que ele nasceu.

Beijos
Silvia C.

Anônimo disse...

Lindo Larissa seu filho é uma graça parabéns...
AH Lembrei de uma coisa como esta o seu cachorro o labrador fala dele um dia bjos

Larissa de Canoas RS

Joice Abreu disse...

Oi Larissa!! Amo fotos também, e estás certíssima em fotografar tudo, é bom de mais rever essas lembranças principalmente dos nossos filhotes... Continue postando mais fotos, é muito bom!

Anônimo disse...

larissa, li essa matéria e lembrei de ti...pois tu disse que não deixava teu bebe chorando qdo pequeninho. acho que tu vai gostar dela :)
http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/variedades/donna/noticia/2012/06/sete-regras-para-criar-os-filhos-felizes-segundo-a-criacao-com-apego-3777382.html

Nádia Galdino disse...

Ai, que bochecha mais "gotosa"!

Anônimo disse...

Oi Larissa eu vim no seu blog justamente falar sobre isso, você posta fotos do seu filho no face e instagram mas nunca teve a consideração de postar essas fotos pra nós aqui do blog.A pergunta é porquê?acho uma falta de respeito com quem lê o seu blog,porque se era para poupa-lo da exposição, que não postasse em outras redes sociais.Aí me deparo com essa foto linda dele.Obrigada

Anônimo disse...

Emocionante...

Bjo, bjo!

Mariangela

Biju disse...

Ai, bochecha e pé de pãozinho de nenê são as coisas mais gostosas que existem ! Muito fofinho seu filho. Boa semana :)

Maria disse...

Larissa!
Amei tudo, mas como eu sou "doente" eu já ia achar que a mãozinha ia queimar......rsrsrsr.Bjs

Anônimo disse...

Que tchutchuco, meu Deusô! Vontade de morder os dois: o nenê e o bolo! Combinação gotosaaaaaaaaaaaaaa!

Emagrecendo Unidas!!! disse...

Que coisa linda este garotão... bjus! tati

ANDREA disse...

Vendo a história por este lado... é bem assim. Muitos deixam de registrar os momentos cotidianos e só lembram quando estão super produzidos. É pra refletir mesmo, rsrs.
Bora tirar fotos!
Abraço.

Aline Canteiro disse...

Olá! Primeiramente: "Que foto mais fofa!"

Segundo: amei o texto! me arrepiei de verdade! acho q vou tirar mais fotos!


Beijo
wwww.projetoalinesaudavel.blogspot.com.br

Mileny Squilasse Pestana disse...

LINDO TEXTO, AMEI!!! LINDO bebê!!!


beijos



Mileny- Osasco

Malu disse...

Estou sem palavras. Temos que procurar ter vídeos, fotos tudo que nos conforte nos momentos de saudade.

Luciana disse...

Nossa, fiquei emocionada.

Larissa disse...

Texto lindo e bebê mais lindo ainda! É muito bom ver fotos dele por aqui!
Beijo!

Pretinha Blasi Gomes disse...

Filho lindo o seu.

Nádia Galdino disse...

Larissa, já leu o livro "Projeto Felicidade", da Gretchen Rubin? Esse texto me lembrou de um dos capítulos do livro, acho que você ia adorar :)

Anônimo disse...

LINDA HISTÓRIA...

Suzana disse...

Que coisinha mais gostosa de cabelinho...
Parabens por tudo Larissa!





















































Lu disse...

Esse texto realmente nos faz rever antigos conceitos e nos faz ter vontade de correr atrás da vó de avental pra tirar uma fotinho.
Linda acompanho a seu blog há um tempão e esse semana resolvi criar um cantinho pra mim.
Se puder, passe por lá.
Bjbj
http://pulmblog.wordpress.com/

Nibatista disse...

vou começar a tirar fotos da minha vida real.

ótima dica!

Anônimo disse...

Oi Larissa. Acompanho seu blog há mto tempo. Faço Direito, estou no último ano, e adorava qd postava sua rotina de estudos, projetos etc... Gostaria mto q voltasse a fazer post sobre seu lado concurseiro. Também tenho um filho de 4 anos, e seria ótimo ver uma mãe que concilia estudos e maternidade, seria um estímulo.
Bjo
Luara

Aline disse...

Texto emocionante !

E esse bb, que coisa mais linda !!
Parabéns Larissa .

Cris disse...

Lindo texto!
ainda bem que tenho o hábito de fotografar coisas simples, 'desarrumadas'.. principalmente o dia-a-dia com meus cachorros, pq eu sei que sentirei muita falta disso tudo um dia!
=)

Anônimo disse...

Oi Larissa! Nunca comentei aqui, mas adoro seu blog!! Que filhinho lindo! Vc é minha inspiração! Bjos

Paty

Fabi Sereia disse...

Oi...sentindo falta dos teus posts!Bjus

Anônimo disse...

Oi Larissa,
vi o mesmo artigo e compartilhei com meu marido, falando exatamente disso, da importância de registrar o cotidiano.

Com filhos então...

Abraço!

É duro ser diva ! disse...

Amei o texto.
Com isso me inspirei e irei tirar mais fotos do cotidiano.
Bjinhos.

Denise Cardoso disse...

Mais uma vez você me deixa sem comentários!!
LINDO!
Beijos adoro você como se te conhecesse há anos rsrs... aliás eu conheço né rs!

triciacp1 disse...

Cade voce??? Sumiu? To preocupada! bjus

Anônimo disse...

Meu Deus, que LINDO! Claro que chorei, me emocionei, me irritei com o tanto de foto da vida real q não tirei.
Obrigada por este post querida.

Bjs
Clau
www.claudiaksantos.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Sinto falta dos seus posts diários...entro no teu blog tds os dias...+entendo que agora "mãe" seja mais complicado, bjus.

Anônimo disse...

Kd vc sumiu...

PRISCILLA DONATO disse...

OI LARISSA! ME ACEITA NO INSTRAGRAM!RS BJO

Karina Rico disse...

Que lindo a fofura já esta andando... parabéns... bjos

pamela disse...

Que história linda