terça-feira, 17 de junho de 2014

O que atrapalhava meu emagrecimento nem era o açúcar e sim o pão, o pão de queijo, a batata e assemelhados. Aí decidi comer menos carboidratos para dar uma acelerada na perda de peso. Fiz uma mistureba da Dukan com a Low Carb e com meu toque pessoal e está dando certo. O bacana de dietas proteicas é que sentimos pouca fome, o que facilita a situação. O lado ruim é que nos sentimos mais fracos para as atividades rotineiras. O cardápio nem é nada tão especial e não tenho saco (nem tempo) para receitas mirabolantes. É comer menos carboidratos e optar por uma alimentação mais saudável.

Por que não engordei na gravidez, mas sim depois dela ? Ter um filho é uma situação bastante peculiar na vida de qualquer um e os enfrentamentos decorrentes da vida de mãe me deixam ansiosa (hoje menos) . Aí, voltei para minha fuga de antes que era comer para suprimir minha ansiedade. Mas, apesar de ter sido gorda a maior parte da minha vida, não tenho vocação para obesidade, ainda mais conhecendo os dois lados.

Ser gordo é mesmo um porre. Odeio vestir uma roupa, olhar no espelho e sentir o desconforto das banhas saindo pelas laterais. Um mico deitar na cama para fechar o zíper. É deprimente não ficar bem nas roupas que antes serviam. Não dava para continuar e essa fase da engorda teve seu fim decretado e estar dentro do IMC sugerido já será um grande prêmio. 

63 quilos aqui vou de novo ! Calças jeans lindas número 38 me aguardem!











Pin It now!

11 comentários:

Tatiana Berlanda disse...

É isso aí, querida...determinação é metade do caminho :) Engravidei ano passado já com sobrepeso e a meta agora é tentar aproveitar essa fase de amamentação pra diminuir o peso o máximo que der. Foram 14kg dos 20 adquiridos na gestação e ainda tenho 10kg, daquele sobrepeso que falei. Minha bebê completou um mês semana passada e aquela fase de cansaço absurdo está passando. Assim, vou tentar incluir caminhadinhas diárias na rotina. Pena que aqui no Sul o tempo não esteja colaborando para essa prática ao ar livre.
Enfim, boa sorte a nós :)

Camipelle disse...

Estou diminuindo o carboidrato tambem! e quando como arroz é integral! malditos pães de queijo todo dia com toddynho!
Estou comendo aveia de manhã com banana, fruta no lanche, almoço saudavel...a tarde o bicho pega!!! é a hora que me dá vontade de comer a barra de chocolate! =/

Larissa, cuidado com tanta proteina, porque o colesterol sobre bastante.

Legal a ideia da mala hem???

beijão!!!

Tamiris disse...

Oi Larissa,

Vi que você fez abdominoplastia antes de engravidar, mas não vi algum post sobre o assunto aqui no blog, queria saber como foi.
Pois eu gostaria de fazer essa cirurgia e ainda não tenho filhos, sua barriga cresceu normalmente?
Vc teve algum cuidado especial?

Bjks

Tamiris

Érika ☼ A vida é feita de escolhas ☼ disse...

Sei bem o que é descontar na comida a ansiedade de ser mãe e de tudo aquilo que vem após o parto. Minha filha tem 1 ano e 4 meses e desde o parto e engordei 24 quilos. Descontar a ansiedade na comida não faz bem e isso se torna um círculo vicioso. Agora é virar esse jogo e eliminar o que ganhei e o que já possuia. Xô, 64 kgs a mais. Se quiser me fazer uma visita o blog é: http://transformandogorduraemenergia.blogspot.com.br/

Bjs para seu filho lindo!

Anônimo disse...

Tava lendo seus posts de "lá atras" 2003, 2004 (uso o way back machine para ler) e seu amadurecimento é notável. É natural q aconteça, mas ngm tem um blog por tanto tempo para que possamos ver isso. A Larissa de antes era abusada, um pouco desbocada, engraçada. A Larissa de agora é política, madura, serena. Mto legal poder reparar isso! Bjs

Mari disse...

Estamos no mesmo barco....meu baby completa 2 anos em agosto e só agora me sinto pronta e relaxada p cuidar de mim mesma e emagrecer .Nos conseguiremos...

Anônimo disse...

eu tambem na gravidez engordei 9 k, mas em compensaçao depois q ele nasceu engordei 20...rss

Lu Francesa disse...

Tb não engordei muito na gravidez, mas ainda não consegui eliminar o que ganhei :( ,as vezes na hora da fome e da falta do tempo comia qualquer coisa, outras vezes acabei me entregando aos doces, mas não desisto rsrsrs
Vamos conseguir voltar ;)
Bjos

Anônimo disse...

Larissa, tu está cansada na low carb porque ainda não está cetoadaptada, ou seja, ainda não está queimando a gordura do corpo como energia. Persistindo, uma hora isso começa e a coisa anda mesmo (emagrecimento e energia).E ainda penso pode ser que falta um pequeno ajuste na alimentação.
Enfim, não quero me alongar muito pq sei que esse assunto é polêmico demais hahaha
Sugiro apenas que tu procure o blog do Dr. Souto, lá tem muita coisa boa pra ajudar na dieta com carboidratos não refinados.
(eu faço esta dieta e ela é minha salvação)

Ah, e obrigada por ter respondido meu comentário sobre a mala.

AM

Anônimo disse...

Oi! Há algumas dias acompanho seu blog e já te admiro demais. O mais bacana é que você é gente como a gente!

Biju disse...

AGORA SIM !
Senti firmeza nessa sua determinação !!! Low carb é tudo de bom ! Em um ano, eu perdi 17 kg. Mas a dieta que pratico é a low carb/paleo high fat. Não sinto falta de pão, de macarrão, de coisa nenhuma com trigo.
Recomendo ler o "Barriga de trigo", vale muito a pena.
Parabéns, de verdade.