terça-feira, 6 de agosto de 2013

Voltando um pouco ao assunto do post anterior, tenho uma amiga que ´na louca´mudou-se para o Hawaii. No começo não foi fácil, mas arrumou um trabalho aqui e outro acolá, nada complexo e o melhor, VIVIA ! Não ficava nessa vida imbecil trancafiada e orgulhando-se de ser "workaholic". Continua lá, entre as montanhas e o mar com dois filhos e, visita o Brasil, mas de lá não volta mais. Tô feliz de chegar a essa conclusão de que uma vida como a de alguns aqui em São Paulo, definitivamente, não vale a pena. Depois olhar pra trás e ver o quê ?! Eu trabalho seis horas por dia, fico bastante com meu filho e não ganho tanto gostaria, mas a possibilidade de acompanhar seu crescimento (principalmente) nessa fase é incrível. Fui aprovada em um concurso onde poderia ganhar até três vezes mais, sofri muito e decidi ficar. E foda-se. Tomei a decisão de estar feliz. E muita coisa pode acontecer nessa vida, né ? Pra mim a parte mais difícil de ser mãe é quando estou longe dele. A vida é curta demais. Claro que preciso de uma vida profissional mais interessante, mas não estou necessariamente falando de trabalhar 12 horas por dia e ganhar 30 mil reais. Um trabalho digno com tempo livre para viver. Mas deixo a vida acontecer e pelo menos já decido o que NÃO quero. Opa ! Normalmente não gosto de pichações, mas hoje li uma interessante: Precisa de muita tinta para colorir esse cinza. E nessa vibe, estou economizando para usar o dinheiro no que acho que realmente valha a pena: Viajar e ver a natureza e as montanhas. Estou me distanciando cada vez mais desse mundo materialista e consumista em que vivo. Estou conseguindo! Está senda uma delícia perceber que as inutilidades que consumiam, me consumiam. Agora tenho uma conta bancária intitulada: VIAGEM. Parte das minhas economias vão para lá e quando acontecer para algum lugar eu vou.  Por enquanto, estou aqui. Vou fazer o melhor de mim e da minha vida. mostrando para meu filho, os Parques, os verdes, a paisagem do interior, a vida como deve ser. 

E quando vejo minha amigas contentes preparando mais um aniversário no Buffet (fechado e artificial) sinto um certo alívio por não compartilhar do mesmo desejo. Na minha concepção, há tanta coisa melhor a se fazer com o dinheiro pago por festas assim. Ahh, como não combina comigo. Ufa !

Falando em economia, desde que conversamos sobre UNHAS EM CASA, não as fiz mais no salão. Ótimo. No mês que vem, vou passar a fazer a depilação (nas pernas) em casa. Homemade :) Vi lá na IKESAKI aparelhos de depilação roll-on por 60 reais e as ceras custas só 3 reais e o papel 2 :) Agora só pago a depilação de piriquita. 



E a vida segue ! 



Pin It now!

42 comentários:

Anônimo disse...

Então, um dos melhores investimentos que eu fiz foi comprar um satineli!!! há anos que só pago depilação de piriquita!!!rs
Suas considerações a cerca da vida são ótimas, nos faz parar e pensar um pouco... bjs
Dani

Brenda disse...

Você é mesmo o máximo!!!!
Sempre leio o seu blog e nunca tomei a iniciativa de escrever.
Você me incentiva mesmo sem me conhecer... desde o seu emagrecimento até a sua ideologia de vida!
Te admiro muito e desejo que essa conta fique bem gordinha (mas você não) e você viaje muito!
Com carinho, Brenda

Anônimo disse...

EU to fazendo a depilacao definitva e acho que vale muuuuito a pena!! É só ficar atenta pra pegar alguma promocao, que compensa demais, e nem precisa fazer todo mes, pode ser de 2 em 2 meses...
Do resto, concordo muito com isso de trabalhar o suficiente para se VIVER!!

Carol disse...

Concordo com tudo q vc disse.... tenho uma filha de 1 ano e 3 meses e esta me fazendo pensar tambem o q realmente vale a pena!!! bjinhos Carol

Aline Piva Vieira disse...

Larissa
Que bênção és em minha vida.
Obrigada, obrigada profundamente por me fazer refletir sobre o que realmente quero pra minha vida.
Você é sábia demais. É um exemplo a ser seguido, um espelho pra mim.
Hoje mesmo pedi minha demissão, realmente quero viver, pra que isso? pra que ficar trancada em um escritório 10h por dia pra ganhar muito dinheiro se semana passada tudo o que eu queria era deitar na grama e ver o azul do céu!
Eu sempre brinco: qual o dia q vou passar das 10h sem ter um mini ataque de nervos... Pq hoje é assim, mais mais mais querem te exigir tudo, querem teu sangue.
Sei que dinheiro é um 'mau necessário' mas não preciso de tanta coisa que eu consumo e me consomem!!! Decidi trabalhar menos, ganhar menos, aproveitar mais!
Então resolvi desapegar! Sim desapegar dessa vida entojada-consumista-cinza-mesquinha! Realmente não é o que quero pra mim e pros meus filhos (qdo os tiver). Nem esses valores, nem esses princípios.

Mais uma vez obrigada Larissa. Que vc consiga viver plenamente tudo o que tens pra viver.

Aline Gabriela Piva

Camila Smidt disse...

Putz, morei 8 anos em São Paulo, trabalhando horrores e vivendo como dava pra viver... Só saí daí porque fiquei muito doente. Hoje jamais voltaria... Trabalho bastante em Porto Alegre, onde moro atualmente, mas vou caminhando para o meu trabalho, consigo tomar chimarrão no parque, essas coisas que realmente "não tem preço"

Tatiana RL disse...

Lari, eu larguei tudo para ter uma vida mais simples e não foi só por causa do blog, na época nem tinha quase publicidade. Foi uma decisão pensada. Eu trabalhava das 7:30h as 17:45h em uma consultoria, ia direto para São Roque ou ITU, levava 1 hora para chegar às faculdades, dava aula até 10:45h e voltava para Sorocaba. Chegava quase meia noite em casa. No sábado ainda fazia uma segunda pós graduação porque a faculdade onde eu dava aula exigia formação em docência.
Com a minha decisão de parar eu perdi algumas coisa, principalmente um bom salário (de 3 empregos) e quer saber, a gente se adapta. Hoje sou muito mais feliz. Antes eu tinha a sensação de ser um ratinho de laboratório, correndo sem sair do lugar, hoje me sinto viva. Não aceito a ideia de passar 1/3 da vida trabalhando e outro 1/3 dormindo. Super apoio sua maneira de pensar!

Anônimo disse...

Ah Larissa, eu que "sugeri" no último post alguns lugares bacanas para viver mais em SP mesmo, sendo um deles o sesc pompeia. e agora realmente é um ótimo momento para ir e levar o filho! está tendo uma exposição linda linda sobre brinquedos..brinquedos artesanais, de madeira, de metal, de todos os tipos. Uma loucura de tão lindo. Recomendo e é de graça. http://mais.uol.com.br/view/cphaa0gl2x8r/exposicao-de-brinquedos-no-sesc-pompeia-em-sao-paulo-0402CD183370E4A94326?types=A&

Anônimo disse...

Ô Larissa, mata a minha curiosidade... Que concurso é esse que vc passou? Kamila, a curiosa. Beijo!

Bela Dona disse...

Queria muito ter essa coragem de mandar um FODA-SE... talvez você já tenha uma certa estabilidade financeira que eu ainda não tenho... em fim... boa reflexão: O que faz você feliz?
bjs e boa caminhada

Flavia disse...

vc é mesmo admirável..ótimo post! bjs

Anônimo disse...

Acho bacana tudo o que vc escreveu mas a maioria das pessoas não podem ligar o foda-se e ser feliz, todos precisam do trabalho como meio de sobrevivência, não temos muitas opções de escolha, quem consegue fazer o que quiser na hora que bem entende eu acho ótimo.
Sobre festa em buffet acho que cada um gasta da maneira como quiser o dinheiro, acho bacana uma viagem mas tbm gosto de festas, da família reunida, não acho artificial muito pelo contrário comemorar o aniversário de um filho com quem se gosta e podendo pagar uma festa bacana não vejo problemas, para mim isto é inveja de quem não pode bancar uma festa em buffet.
Esta histórinha de querer viver de coisas simples não cola, anda de fusca, muda para um aptº de 40 mts quadrados, tem apenas 1 tênis e 1 tv de 14 polegadas.

Selma Rosa disse...

eu sempre me depilei com cera em casa, é trabalhoso e faz uma bagunça!
Conheci o satinelle e nunca mais larguei dele! É pratico e rápido!
Existem vários modelos, o meu é o mais baratinho e já tenho há uns 4 anos, não tenho o que reclamar.
indico!

Anônimo disse...

Valorizar o que realmente tem valor pra gente, né? O resto é resto...

Anônimo disse...

Moro no Rio de Janeiro faz 6 anos e só tenho uma consideração a fazer: A vida é muito curta para se morar em São Paulo.

Mangaba disse...

Larissa, por favor!!
Eu sei que vc é uma pessoa ocupada em viver sua vida e eu acho isso lindo!!! Mas se vc pudesse me dar a dica da hospedagem que armou no hawai, vc fará um casal nesto mundão de meus deus MUITO FELIZ!! kkkk
Eu e meu namorido queremos casar no hawai e nós queremos ficar no esquema que vc ficou, alugando um quarto em uma casa com bastante gente pra conhecer!!! Desde já eu te agradeço muito! meu e-mail é marilia.segui@hotmail.com

Keli disse...

E é por isso que eu amo o Meu emagrecimento! Fala da vida, é vida! Parabéns Larissa!
Tbém to muito nessa vibe, de ver que a vida é mais.
Sou totalmente homemade quanto aos cuidados pessoais. Não gosto de me expor a estranhos, e por isso, tento cuidar de mim. Comprei um satineli a um bom tempo, e confesso, acho doloroso. Descobri que, pelo menos pra mim, os pelos devem estar num determinado comprimento, daí dói menos. Só que as vezes passa, daí... Então comprei um rollon, pra cera quente e amo! E depois de experimentar muitas ceras, estou inlove com a negra, da Depiroll. Tem uma consistência diferente, que faz com que doa menos e tbém é hipoalergênica. Faço até o buço com ela!

Anônimo disse...

Me responde uma coisa, vc não gosta de festa em buffet mas qdo é convidada para uma festa em buffet vc vai?

Anônimo disse...

que bacana esse post! eu acompanho seu blog há anos e, sinceramente, sempre te achei muito materialista. isso me incomodava até pois eu sou o oposto. eu ficava um pouco irritava ao ver vc colocando fotos disso e daquilo que queria comprar, comprar e comprar e as marcas, parece que fazia questão de colocar as marcas mais caras, como se isso fosse sinônimo de melhor qualidade. minha irmã é assim até hoje e eu sinto pena pois a vida é tão mais que isso... tomara que, assim como você, a maternidade coloque as prioridades em ordem para ela, que está grávida há 4 meses.
um beijo e tudo de bom, sempre.

fernanda

Anônimo disse...

Leva o seu filho em uma festa de buffet linda, deixe ele brincar e se divertir e olhe bem para ele e análise se felicidade e o divertimento dele é artificial, ou artificial é só comprar mamadeiras importadas, perfumes e roupas caras....

Cacau

Anônimo disse...

OLA LARISA
ESTOU GOSTADO DA SUA MANEIRA DE PENSAR, O MUNDO É MUITO MATERIALISTA E ACABA POR FAZER AS PESSOAS PENSAR SO FUTILIDADES EM VEZ DE VEREM O MUNDO COMO ELE É, NÃO É POR TERMOS TUDO QUE SOMOS MAIS FELIZES, NÓS E QUE FAZEMOS A NOSSA FELICIDADE, BASTA OLHAR PARA CÉU ESTRELADO, UMA FLOR NASCENDO E UM SORRISO DE UMA CRIANÇA,SE VOÇE JÁ SENTU ISSO, ISTO E SER FELIZ COM PEQUENOS NADAS, SUPERA TUDO O RESTO SEREMOS MAIS FELIZES. SUSANA PORTUGAL

renata disse...

Larissa,
Penso assim também. Acho que a vida deve ser mais simples em tudo que a gente conseguir. O importante é cada um ser feliz a seu modo, encontrar o seu caminho.
Também não curto festa em buffet, jamais fiz ou faria... Quanta gente criticou isso por aqui!
O importante é saber aceitar as opções que sao diferentes das nossas.

Anônimo disse...

A maioria que paga festa de niver de filho em buffet não tem grana pra pagar à vista e se endivida pq quer fazer o que não pode realmente... mas quer "fazer parte"... e quem tem grana pra pagar à vista muitas vezes opta por algo simples, sem ostentação.
LiLisLisa

Larissa disse...

Olá ! No Hawaii eu ficava em casa de amigos, mas tenho um excelente contato no North Shore :) Me escreva.

Larissa disse...

Buffet: Se você curte, continue fazendo. Eu prefiro ao ar livre e ponto :)
Beijo.

MÁ disse...

Te admiro muito Larissa, sou sua fã!!! Vc é guerreira, humilde , e um verdadeiro exemplo de mãe, parabéns. Sua decisão de levar uma vida mais simples e ter tempo pro seu filho é muito sábia. Também evito consumismo e faço depilação roll on em casa , super rápida, e fica ótima !!! beijos

Unknown disse...

Eu depilo tudo em casa (só não as sobrancelhas- lembra de mim?? A "neurótica das sobrancelhas" rsrs). Também faço minhas próprias unhas. Ah, e meu marido é quem faz escova no meu cabelo! Yupi!!!

Milena disse...

A maioria das pessoas até pensam nisso, mas não tem coragem de fazer algo, ser uma pouco mais 'minimalista' que seja, e continuam no círculo vicioso dessa vida doida.

Eu tenho o roll on é super prático, e quando não tinha usava o microondas pra aquecer a cera (do rollon), com o tempo certinho ela fica ótima e não queima. E as unhas é apenas prática....chega ao ponto de fazer melhor que a manicure! afinal vc já se conhece.

Abçs.

Anônimo disse...

Respeito a sua opinião Larissa mas não acho certo vc escrever que festa em buffet é artificial, lembro-me de festas em casa que eram muito legais na minha época de criança mas hoje isto quase não existe mais pq as pessoas moram em aptº ou casas pequenas que não comportam tanta gente. A festa em buffet é caro mesmo mas se a pessoa tem dinheiro, ou paga parcelado qual o problema? Vc nunca faria mas tem quem faça e por isto cada vez mais tem buffet por aí, acho que a forma de amor de uma mãe vale tanto com 1 bolinho em casa, quanto para uma festa mais simples ou em buffet, acho errado da sua parte esta opinião, vc acha que uma mãe que faz festa em buffet está querendo se aparecer e não comemorar o aniversário do filho? Pode ser bacana fazer festa ao ar livre mas e se estiver chovendo? E as outras crianças que estão no parque e ficam olhando para as coisas da festa e não podem comer junto? E a sujeira que isto tudo faz pq muitas pessoas limpam mas outras deixam tudo sujo.

Cláudia disse...

O povo adora uma polêmicazinha. E eu tb! Adoooooooro quando os comentários ficam mais "movimentados" rsrsrs. só digo uma coisa: cada um vive como quer e como pode, pronto, acabou!
Lari, eu só queria que meu marido tivesse coragem para arriscar em um lugar mais calmo, mais limpo e menos violento. Se dependesse só de mim, já teria ido pro interior.
Ah, ia esquecendo! Depilar com cera não é tão simples. Tem q ter cuidado qdo for puxar, melhor compra um depilador elétrico.
Bjs.

Pri Rebicki Prestes disse...

Me identifico
- todas as festas dos meus filhos sao homemade, pra uma galera, familia toda e nunca gasto mais que 300 reais.
Meu casamento no mesmo esquemão foi 3000 COM VESTIDO incluido.
Meu lema aqui em casa é: enquanto eu não passar fome, eu nao trabalho o dia todo. Nao importa que eu nao tenha tudo que eu quero. Eu tenho tudo que preciso e não troco ficar com meus filhos por nada. Eu trabalho meio periodo só e sou feliz assim. Dane-se que não posso ir no salão. Eu posso acordar com meus filhos q hora que eles quiserem e cozinhar com eles em volta...curtir a manhã com eles...dinheiro nenhum paga.
Se quiser checar as festnhas homemade
www.esposatpm.blogspot.com

Ana Paula disse...

Me identifico demais!
É incrível como a maternidade nos transforma. Eu também penso muito nisso, quero na velhice olhar pra trás e ter a certeza que vivi todos os momentos, sem perder nada!

Anônimo disse...

Olá,
Olha outra curiosa: em qual concurso vc passou? Leio o seu blog há um tempão e vi o qto é dedicada nos estudos... Então, saber q vc passou num concurso e abriu mão disto é muito desprendimento - rs
Bjos,
Amanda

Anônimo disse...

Quase morro de rir toda vez que leio "piriquita". Sou muito boba, hehehe. Há anos faço a unha da mão em casa e faço melhor que muita manicure ;) Pé eu revezo, mas porque é cansativo e as costas as vezes doem :(

Fernanda Gomes disse...

Post emocionante, seria muito bom se todos pensássemos assim né? Seríamos mais felizes e mais simples e a vida teria muito mais sentido. Obrigada por partilhar tudo isso, fiquei muito motivada em saber que alguém pensa um pouco como eu em relação às coisas do mundo. .. abraços e aproveita sua vida da melhor maneira possível ...

Simone Fiuza disse...

Eu li todo o seu post...e me vi a mais ou menos 9 anos atrás, quando trabalhava em uma grande multinacional com um salário bem bacana, segundo ano da faculdade de jornalismo...acordava as 04:30 da manhã e chegava em casa às 23:00...saia do trabalho às 18 e não via o brilho do sol.
Um belo dia no horário do almoço, com aquele céu azul e lindo de viver...chorei e pensei na vida, na época eu tinha minha avó viva que estava com 90 anos e com muita saúde, me perguntava se eu queria aquilo pra mim, ver a vida passando sem a mínima graça, só com dinheiro no banco. Na mesma hora peguei o primeiro ônibus, sim no horário do almoço e fui para a casa da minha avó, fomos ao parque da água branca, passeamos, jantamos em um restaurante e percebi que nada valia ver a vida passar em um escritório.
Por obra do destino fui mandada embora do trabalho e daquele dia em diante decidi que só faria o que me fizesse feliz...descobri a carreira de modelo plus size e comecei a trabalhar. Hoje tenho uma vida livre, posso ver meu filho crescer, engatinhar, me dou o prazer de caminhar no parque em uma segunda-feira...e sou tão felizz!! Sou livre e feliz! Espero do fundo do coração que encontre seu caminho e seja mais que feliz!! Tem coisas que o dinheiro não compra!

Anônimo disse...

Oi Larissa,
Vejo o seu blog há muitos anos mas nunca comentei. És realmente uma pessoa inspiradora .
Resolvi comentar este teu post e dizer que me identifico muito com ele. Acho que tens alma de minimalista, tal e qual eu. O minimalismo penso que já deves ter ouvido falar é uma ótima forma de estar na vida cujo lema é "Less is more"... menos é mais, as coisas importantes não são as materiais mas sim aquelas que nos permitem ser felizes, ter experiências positivas e ter mais tempo para nós e os nossos filhos.... a busca por uma vida melhor com mais qualidade não é definitivamente mais dinheiro ao final do mês. Gostei do teu post.. Patricia

Anônimo disse...

Larissa...Parabéns!!! Como vc amadureceu! Fazia tempo q eu não entrava no seu blog, e me incomodava um pouco o seu antigo consumismo... mas agora vc realmente cresceu, evoluiu e é uma pessoa com conteúdo, não que fosse vazia antigamente (vc sempre teve muitas qualidades admiráveis) mas agora realmente tem muito mais pra ensinar. Quando estou emagrecendo (como agora) sempre lembro da palavra "PERSEVERANÇA" e parece que "ouço" vc me dizendo essa palavra. Um grande bj. Eliane. PS: Apesar de ter filhos adultos, nunca gostei de festinhas em Buffet:são frias.

Magrela Amarela disse...

Lari, tive sonhos parecidos com os seus e posso dizer que os realizei. Não foi Hawaii, mas num mesmo ano: me formei, me casei e me mudei pra Taipus de Fora (uma praia linda, com piscinas naturais no sul da Bahia)e construímos uma pousada... romântico né? Só o dia a dia até mesmo em lugares paradisíacos demandam de rotina, diferrente da cidade grande é claro, mas... o saldo dessa história foi positivo, mas não pra toda a vida. Quando tive filhos quis me mudar pra cidade novamente. Adoro seu blog, pena que não consigo mais acessar direto do meu blog. Bjs e muitas alegrias pra vc!!!

Anônimo disse...

Larissa, eu ainda não tenho filhos, mas dia desses comentei que quando tivesse não faria festas em buffet e uma amiga disse "ah, vc vai fazer amiga, porque quando você sentir a pressão, se rende! As crianças querem as festas em buffet e você não vai deixar que sua filha(o) não tenha isso, que seja menosprezado pelos colegas!" eu pensei "Oi, uma criança com um ano pensa isso tudo? que prodígio ne?!"
Já vi que vou enfrentar vários olhares de reprovação kkkkkkk

Camila disse...

Sei que vc deve muito ler isso, mas eu me acho muito, mas muito parecida com você, nas coisas que vc diz... escreva sempre! bjos

Anônimo disse...

Olá Larissa! Fiquei muito emocionada com as suas palavras. Eu tenho a mesma formação que vc, também sou servidora pública, só que eu odeio o meu trabalho e tenho que ficar oito horas por dia nele. Eu penso: me mato de estudar para um concurso em que vou ganhar mais e fazer a mesma coisa ou faço o que me faz feliz e ganho menos? Está é uma questão muito dolorida...Eu tenho um medo - talvez irracional e besta - de que vou morrer de fome. Por favor conte mais da sua amiga que mora no Hawaii...P.S.:odeio ter que andar engomadinha por causa do direito. O direito se preocupa mais com a estética do que com a ética e a justiça. Te admiro!!! Beijos Elise