segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Acontece ...

.
.
.
.




Por mil e uma circunstâncias engordamos. Nem vou entrar no mérito do porquê comemos tanto e deixamos  as coisas chegar onde chegam. Aliás, apesar de tudo, não tenho a resposta. O fato é que engordar desencadeia uma série de desgastes que refletem em quase todos os campos da vida. 

Admiro muito os gordinhos, que mesmo insatisfeitos com sua figura, não deixam de cuidar do cabelo, usar roupas possíveis bacanas, viajar, paquerar, viver ! 

Comigo foi diferente. Na melhor época da vida adulta (faculdade), lá estava eu: "A obesinha da classe". Era dessa forma  que eu me sentia. 

Ah ... deixei de viver tanta coisa bacana e muita coisa, sem sombra de dúvida seria diferente hoje. Como fui tonta ! 

Queria só ser normal, como todos os outros. Sim eu me sentia diferente. E era. 

A obesidade reflete na autoestima, que reflete na segurança na tomada de decisões e no enfrentamento de inúmeras situações da vida.  

Não. Ser gordo não é divertido. Não estou falando de excesso de peso, mas de obesidade. 

Ah, como foi difícil. E como ainda é.  

Quando emagreci e deixei de ser obesa. Senti uma força dentro de mim e tudo passou a ter mais cor. Me sentia eu de verdade. 

Fiquei tanto tempo apagada, escondida e infeliz dentro daquilo que não era eu. 

Tá Vou concordar que não é fácil tomar a decisão de emagrecer e ir até o fim, mas fica tudo tão melhor, que não entendo como ainda continuo assim, se conheço os dois lados.

Foco garota ! Siga em frente. O emagrecimento é só uma das facetas a serem resolvidas. Vá até o fim. 


obstinar Conjugar
v. tr.
1. Tornar obstinado.
v. pron.
2. Teimar e persistir; não ceder; perseverar.












Pin It now!

45 comentários:

Anônimo disse...

eu não deixo de viver nada pelo excesso de peso, namoro, saio, vivo! porém devo admitir que apenas meio namoro, apenas meio saio e apenas meio vivo....pois uma parte de mim sempre está aleta: com que roupa sair? como me vestir de maneira a não chamar tanto atençao pela gordura? como passar despercebida? como lidar com piadinhas dos amigos e parentes e grosserias de desconhecidos sem APARENTAR a tristeza que sinto por dentro? realmente..ser gordo não é NADA legal.

Jackie disse...

Bah Larissa, isso tudo que vc disse hoje, foi tão pra mim.
Estou nessa fase de cor sabe, na qual sinto que estou fazendo a coisa certa.
Sei bem o que é ser diferente dos outros e no meu caso não só pela obesidade, mas quando a gente tenta e muda, a vida ganha mais cor sim.
Vc mudou, vc conseguiu.
Bjuss e obrigada

aline thomaz disse...

Por mais que eu queira ser diferente é real ultimamente tenho sentido vergonha de sair de me cuidar...como se por ser gorda eu não fosse digna de ter respeito...
obrigada pelo se liga

Blog Projeto Emagrecer disse...

Me sentir um lixo ambulante está me matando... Sei que depende somente de mim...

Nanda Silva disse...

Eu me sinto assim, apagada, escondida, medrosa, feia e muito mais...estou perdida, quero me achar, sei que não sou assim, que esta não sou eu, sei que preciso lutar, preciso de ajuda, preciso me resgatar...adorei o post.bjos, força, foco e fé!

Bruna disse...

Eu já deixei e deixo de viver muita coisa por conta do peso, como por exemplo não ir a praia. Faz anos!

Também perdi uma das melhores épocas, a faculdade, e sei que, se não fosse o peso, seria tudo muito diferente do que é. Admiro quem tira o peso de letra e não deixa de viver nada.

Boa terça-feira, Larissa!

Lidy disse...

Oie..

Você sempre fala isso..."não falo gordinha, mais sim obesa"...as gordinhas tb sofrem viu...hehehehe...eu tb deixei de viver muita coisa por ser gordinha e ter vergonha de ir com a galera da facu para os churrascos aonde ia rolar piscina...desconfiança daquele garoto que tava interessado na gordinha...e assim por diante...

Mas imagino que os obesos sofrem mais mesmo....maior proporção...

Beijos!

Nanda disse...

Pior que é bem assim mesmo né! Deixamos de fazer muitas coisas que a gordura acaba limitando não só o nosso espaço físico mas nossa alma também.

Cris disse...

Decidi pela primeira vez tentar emagrecer sem remédios...minha vida está completamente desordenada e pelo menos isso, pelo menos no que depende só de mim eu quero tentar!
Vou devagar, um dia de cada vez e a cada kg perdido, uma recompensa (idéia sua, totalmente crtl c + ctrl v), afinal o esforço foi só meu e eu mereço!!!

Anônimo disse...

Amo todos os posts, este especialmente... mostra que vc é tão normal, tão sujeita, como todas nós... e por incrível que parece isso anima, é bom saber que não é fácil para ninguém. Estamos juntas! Lari, tudo passa... é só um desses dias não tão bons. Você é ótima, incrível, um exemplo digno. Um beijo.

Mirian disse...

Totalmente pra mim este post.
Vamos juntas. Ânimo, força e coragem para mudar as coisas!
Bjão

Ri... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda Gomes disse...

Oie Larissa ... sinto na pele tudo isso que você falou ... é incrível como nos sentimos pra baixo, sem valor achando que somos a mais feia, muitas vezes me senti assim e até deixei de sair com amigos por acreditar que me sentiria fora de lugar perto delas que estavam magrinhas,,, é horrível essa sensação, por isso hoje estou lutando com todas as forças para alcançar o meu objetivo ... não dá pra desistir agora ... é seguir em frente ... abraços

http://silencioavassalador.blogspot.com.br/

Nany disse...

Oi! Achei vc meio revoltada, estou errada??
Eu estou nessa fase "sem cor" há 4 anos, desde que tive minha filha! Antes era linda e cobiçada...rss... depois fiquei gordinha e mau humorada! Lá no fundo do meu coração sei que todas as mudanças que tive de comportamento foram por conta das mudanças no meu corpo! Mas até hoje SOFRO e não tomo iniciativa! Não consigo mais viver comigo mesma...não tenho mais alegria sabe...a vida tá bem complicada!

adeusgorducha disse...

Sabe, a gente tem que ter foco, pegar no nosso pé, fazer as escolhas certas. Mas não se castiga não! Você já é uma vitoriosa por ter eliminado tantos quilos!!! E vc tem a CONSCIÊNCIA do que é necessário fazer! Te admiro muito, viu? Bjos

Trícia RA disse...

Eu adoro o seu blog porque nele encontro sinceridade!
Você diz o que tem que ser dito, você não fica dando voltas nesse assunto que sabemos que DÓI!
Quem é que gosta de não viver???
Você me inspirou hoje mais do que nunca, tudo com essas suas palavras verdadeiras.
Tô contigo nessa luta!
Beijos

Cláudia disse...

Se com excesso de peso a gente sofre, imagina sendo obesa! Eu por estar 10,11 kg acima do meu peso desejado tenho vontade q o chão se abra, imagina se eu tivesse o dobro do meu peso. Amda, vc é uma vitoriosa!

Anônimo disse...

Gostei desse post em especial.

É verdade, estar obesa nos faz perder tanto da vida que não sei como conseguimos passar tanto tempo preferindo uma torta de morango a viver!

Eu estava com 112,9 quilos e agora estou com 77,7 quilos (emagreci 35,2 quilos e ainda quero emagrecer até chegar nos 58 quilos).

Conforme fui emagrecendo, as pessoas passaram a me tratar diferente!

Incrível como agora são mais gentis, prestativas... Parece que muita gente tem "raiva" de pessoa gorda porque nas mesmas situações, hoje, que estou com sobrepeso imc=26,3, já recebo um tratamento diferente (inclusive de pessoas da família).

E os homens?

Ninguém me via (a não ser de modo negativo, reparando o quanto eu estava gorda), agora sou vista e cada vez mais vista, e isso me faz muito bem!

Mas agora que já emagreci um bom tanto, nossa, como está difícil!

Sigo a mesma dieta, faço a mesma quantidade de exercícios e o peso baixa bem bem devagar...

Sempre que estou meio desesperada com as dificuldades para emagrecer, venho aqui.

Gosto muito de ler seus posts (nossa, faz muitos anos, desde o blog antigo) sobretudo porque vejo em você uma força que vai além do emagrecimento, sinto que você quer mais da vida, que está sempre querendo mais, e, ao mesmo tempo, sabe aproveitar e valorizar o que tem. Gosto de você.

Beijos e muita força nessa fase!

Ju disse...

Adorei!!! E é isso aí... foco garota!!! Vamos até o fim!!!

Anônimo disse...

Incrível!!!!!Lendo este post parece q vc estava me descrevendo nele. Descrevendo exatamente como me sinto. Lendo os outros comentários tbm vejo q não sou só eu q me sinto um lixo, sem forças para nda na vida. A impressão que tenho q desde q passei a ser obesa é q a minha vida parou, td ficou cinza e q não tenho mais capacidade de fazer qualquer outra coisa que fazia antes, nem argumentos em certas circunstancia tenho mais, vontade de sair, NUNCA. Uma amiga chamou para ir a praia esses dias e logo me veio em mente. JAMAIS vou com ela, pois é magra, suas amigas que irão tbm são magras, e SÓ EU GORDA. É incrível o q a obesidade faz conosco, jamais poderia imaginar que é muito mais além do que aquilo q vejo no espelho. 'Quero sair dessa vida de obesa, mas nao tenho forças, não tenho comprometimento comigo mesma, e a vida vai passando e cada dia mais infeliz. Cada dia q passa é um mais triste que o outro.

Bjos

Aline

Anônimo disse...

Larissa,
há anos que leio o seu blog, acho que desde 2007, por aí... Mas nunca comentei. Mas, lembro de como você era mais "cheinha" e como emagreceu! fazia muito tempo que não entrava aqui, e um dia desses voltei a entrar no seu blog e quando vi "opa, até um filhinho você já tem". Só digo uma coisa: não desamine! como vc mesmo sempre fala "Só não consegue quem desiste" e é isso mesmo. Eu sempre fui gordinha até entrar na faculdade, que cheguei a pesar uns 57kg, mas aí comecei a namorar e engordei e hj estou com 70kg! também penso a mesma coisa! "eu conheço os dois lados, como ainda 'quero' ficar assim,infeliz comigo mesma?" MAS, não pense assim. lembre de tudo que você já conseguiu(Até em tv apareceu!), não abaixe a cabeça, continue e não desista nunca. Afinal, não é "só" fazer dieta para perder peso, temos que mudar o estilo de vida, não só para ficar mais magra, mas também ter mais saúde e qualidade de vida!
beijos!!!

Taís disse...

Larissa, adorei o post de hj. Eu nunca fui obesa, mas já fui 15 kg mais gorda e também já fui 5 kg mais magra. Estou mais uma vez na batalha pra voltar pra esse último marcador aí, hehehe (já queimei 2!). O IMC já está normal, mas, como diz uma amiga, é melhor estar sempre com crédito...
Não dá pra entender - e recionalizar também não ajuda a mudar - porque a gente sabe o quanto uma coisa é boa e mesmo assim faz o contrário. Funciona pra tanta coisa na vida além do ser magro, não é mesmo? Eu mesma agora estou voltando a emagrecer depois de 3 anos de quilo pra lá, quilo pra cá, ponteiro à esquerda, ponteiro à direita... mas tem coisas que tenho aprendido (esse negócio de emagrecer ensina muita coisa): não desistir é uma delas. Levantar quando cair. Não comer mal de noite porque chutei o pau da barraquinha de tarde (eu já passei um mês engordando antes de recuperar o auto-controle depois de um deslise, acredita???). E também que na vida a gente faz coisas que gosta e que não gosta, e que às vezes estas compensam também pela finalidade que se quer alcançar: musculação por exemplo, detesto, mas faço feliz. Primeiro comigo, pela disciplina, e depois pelo retorno. E olha, faz anos que persigo esses aprendizados... e sinto que ele vem... e o bom: eles valem pra tudo na vida!
Tem dia que venho aqui e leio pra me animar. Hj deu vontade de te dizer essas coisas. Um passo de cada vez e tratando de usufruir todas as outras coisas com as quais a vida nos ocupa além da nossa relação com a comida, se não a ansiedade só cresce e, bem, pessoas com a nossa experiência sabem o que isso significa...
Tamo junta!

Mara disse...

Larissa, leio seu blog faz um tempão e raramente comento. Tenho uma pergunta a fazer, você acha que emagrecer resolveu quantos porcento dos seus "problemas"? De 10 a 100%... porque estou tentando emagrecer ela milésima vez e ontem ouvi uma frase do meu marido que me intrigou...ele disse " não pense vc que ser magra seus problemas desaparecerão" e eu Larissa, discordo porque acho que 80% dos meus "problemas" estão relacionados ao sobrepeso. Ausência de autoestima, falta de ar, roupas que não servem, amiguinhos dos filhos me olhando diferente...etc e etc... O que mudou pra vc?

Suellen Bloisi disse...

Vc sem duvida é um exemplo a seguir e suas palavras... me vejo nelas ... Quero muito chegar onde vc esta agora... mas não sei nem por onde começar... agora que descobri seu blog vou fuçar ele da tras pra frente

Parabéns pelo sucesso alcançado

66 kg... um sonho

Tatá Bijoux disse...

Adoro sua obstinação! Vc é um exemplo!!!

Anônimo disse...

Me sinto um pouco desta forma...perdendo minha vida...eu não consigo me arrumar estando gorda, nem corto o cabelo o como se nada de vaidade adiantasse, afinal estou gorda. Não vivo minha vida, melhores anos da minha vida, minha juventude que é tão passageira e já está passando.

Hélida dos Santos disse...

o mais triste é q vc conseguiu emagrecer,mas não vigiou. Tô decidida eliminar tudo que eu recuperei, aff a vida é assim aprendendo com os erros,Larissa vc me inspira a lutar pelo meu sonho de me ver magra e um dia ter o prazer de ser mãe.

Anônimo disse...

Larissa, não sei se vc está conseguindo levar a alimentação corretamente ou se escorrega... Mas disse isso uma vez há uns meses e repito: pra algumas mulheres os hormônios da amamentação "protegem" o corpo, fazendo manter o peso ou até ganhar facilmente. Isso é pouquíssimo divulgado, não sei se porque ocorre com uma minoria de mulheres ou se é pra não desincentivar a amamentação. Mas comigo foi assim, nem com academia eu perdi peso enquanto amamentava, e quando parei foi rapidinho. E tenho 3 filhos, o mais novo com um ano e já estou no meu peso correto. Não estressa, vc consegue.

Liste e Realize disse...

Seu blog é um belo exemplo, portanto encare este dia com um mau dia e ponto! Os outros serão ótimos e você alcançará o seu objetivo. Pense que antes era mais difícil, agora está mais perto e mais forte.
Beijosss,
Pâmela Rodrigues
http://listerealize.blogspot.com.br/

Josiane disse...

Larissa te acompanho tbm a bastante tempo adoro seu blog,hoje me vi nos eu post ,sou a obesa da turma e confesso que pior do que ser gorda e enxergar a realidade de ta gorda,durante muito tempo nao me achava tao acima do peso,quando me vi de verdade fiquei assustada ,é o que me dar forças para mudar isso tudu,porque odeio ser gorda,a unica coisa boa de gordo é COMER SO,ser magro e maravilhoso ja fui bem mais magra e me senti muito confiante poderosa,BJUS

Anônimo disse...

O mais incrivel de tudo isso é que é uma decisão que depende somente de nós mesmos, só nós podemos fazer... por mais que tenhamos pessoas que nos amem, que nos incentivam, só VOCÊ é capaz de decidir e se fazer mudar! Acho que por isso é tão mais dificil... por isso nos sentimos tão mal sendo gordas, porque a culpa é só nossa!! E quando não se consegue tomar uma atitude, não consegue mudar, a coisa só vai piorando... vendo a nossa fraqueza, comemos mais, nos cuidamos cada vez menos, ficamos mais deprimidas... e quando entramos nessa 'roda viva' é preciso muita força para sair...
Desejo força e coragem a todas nós para mudar!

projet0vida disse...

Fácil nunca é, mas a gente faz o que for preciso pra fazer acontecer aquilo que a gente quer!! Força de vontade e disciplina é TUDO!!

=**

Juliana disse...

parabens pelo seu site. acompanho sempre. de um pulo no meu se puder =)

Camipelle disse...

Larissa, você tem recaidas? eu estou tentando de tudo, mas as vezes você tem um desespero de comer tudo e um dani-c pra tudo?

Alice disse...

Pra frente é que se anda, sempre!!!

Eu Nos e os Sinos disse...

Ei!
Lindo tudo aqui.
Quero segui-la onde?
Espero voce la no meu canto
onde os sinos tocam por nós.
Bjks

Ps: Por favor, por favor:
Avisa pra Alice, que comenta acima que não consegui
comentar no blog dela
poe conta das letrinhas.
Será que ela poderia desativar?

Anônimo disse...

nossa GORDURA é td de triste... estou obesa e não sei como começar... penso como gorda... não tenho o auto controle... eu só queria ser VISTA pq gordo só chama atenção para a GORDURA... os gordos não podem ser inteligentes... os gordos não se vestem bem... parece q gordo tem doença contagiante... ngm chega perto!! Me diga como começar...? Cansei de ser gorda mas, não sei como fazer para dar o 1º passo!!

Me lancei na vida disse...

Dificíl é sair do cículo vicioso, eu como mt pq tô gorda e eu tô gorda pq como mt.

Anônimo disse...

Larissa,gosto muito de ti. Mas lembra: falta só um pouquinho pra tu atingir a tua meta... Que deprê é essa?? Tranquilidade querida, respira fundo e vai. Tu não te descuidou nada! Curte o teu baby e segue em frente, porque tu sabe: Só não consegue quem desiste...
Márcia

Laura disse...

Isso também aconteceu comigo, e pior, mais de uma vez.
Passei por um período turbulento no final da adolescência e vida adulta, com isso engordei 10 quilos. Não queria mais sair, nada me servia.
Depois de um tempo perdi peso, me casei e com alguns anos de casamento voltei a engordar. Foi horrível pois se não bastasse eu me sentir mal, ouvia comentários maldosos da sogra. Agora me separei e já emagreci bastante.
É engraçado como o peso da gente as vezes reflete nossas emoções.

Bjs!

Gleysa Lopes disse...

Eu te entendo, e tb não sei pq ainda continuo comendo e engordando!
Como disse tenho que ter foco!

Bjs

Gleysa
www.demamaeursa.com

Wilma Santos disse...

Sempre quis perguntar e o faço agora: você foi obesa na infância? Você acha que sua genética contribuiu? Hoje vi uma moça tão gorda,mas tão gorda que eu acho que não é só por comer, acho que é uma tendência mesmo, um disparo das celulas de gorduras, sei lá...e tenho visto cada dia mais o aumento dos obesos, principalmente as mulheres.

decaracomachar disse...

Lindo post Lari... linkei no meu post de hoje e como disse lá eu te invejo, rs. Não porque vc emagreceu e se manteve magra, mas porque muitas vezes eu quis ser infeliz por um período longo de tempo para motivar uma mudança permanente nos meus hábitos alimentares. Tenho meus momentos "ó vida, ó céus" mas é contra minha natureza eles serem duradouros.

Eu sou feliz, sou meio poliana, até ingenua as vezes. Vejo o lado bom de tudo e todos, é irritante as vezes queria ser mais bicha má.

Uma coisa que eu não disse no meu post narcisista de hoje é que eu não me lembro da última piadinha que escutei por estar gorda, e os assédios e intromissão de amigos e família para que eu emagreça são raros. Eu não vou a praia porque desde de 2009 fujo do sol como o diabo da cruz, inclusive na cidade, uso luvas para dirigir, óculos escuros todo santo dia (inclusive no inverno) protetor solar alto. Mas se eu preciso ir para praia ou piscina coloco meu biquini e vou, se as pessoas olharem e julgarem isso é bem problema delas. Eu não posso impedir os outros de serem negativos, mas eu posso impedir que a negatividade deles me afetem.

Bjs linda e vamos marcar um café da manhã que nem aquele do Pé no Parque?



Elaine disse...

Me identifiquei de mais com esse post! Acompanho seu blog desde 2005-2006 quando resolvi emagrecer pela primeira vez e fiquei com 59 kg. Em junho de 2006 me vi grávida, engordei mais de 20 kg, mas quando minha filha fez 1 mês eu já estava pesando 69 kg, mas relaxei e tentei perder o peso, mas não tinha disciplina, até que 5 anos se passaram me vi com 82 kg e uma foto me fez despertar: braços enormes e um rosto com papadas. Já vivi os dois lados da moeda e me perdoem as gordinhas convictas, mas me sinto muito melhor quando mais magra. Atualmente, peso 66 kg e em rumo aos 62 kg! A gente consegue, sim! bjkas...

Mel disse...

Você é uma vencedora e um exemplo para todos nós que lutamos com dificuldades para acertar nosso foco! Parabéns por persistir e estar sempre compartilhando com todos as sua conquistas! Sou sua fã!