domingo, 8 de julho de 2012


O triunfo dos gordinhos

Eles já são maioria em várias capitais. De discriminados, passaram a valorizados – pelo mercado e pela cultura pop

CRISTIANE SEGATTO, MARTHA MENDONÇA E NATALIA SPINACÉ
Enviar por e-mail
|
Imprimir
|
Comentários
Cléo Fernandes (Foto: Stefano Martini/ÉPOCA, Tomás Rangel/ÉPOCA e Sendi Morais/ÉPOCA. Produção: Felipe Monteiro e Jairo Billafranca para Studio Bee Produções)
O Brasil é um país exibido. Nas praias e nas ruas, a exposição generosa de pernas, tórax, bíceps e bumbuns é previsível como o sol quase diário num país tropical. Nos últimos anos, os contornos ganharam volume. Somos hoje uma nação de gente cheinha – ou redonda, ou gorda, o adjetivo depende do observador. Quase metade da população (48%) pesa mais do que deveria. Os gordinhos já são maioria (52%) na população masculina. Em várias capitais, o excesso de peso é a regra entre os moradores de ambos os sexos. É o caso de Porto Alegre (55%), Fortaleza (53%), Cuiabá (51%) e Manaus (51%). Apenas o Sudeste não tem nenhuma capital que tenha alcançado esse nível, mas o Rio de Janeiro está quase lá (49%).  
Esse novo cenário do Brasil – agora, além de país mestiço, também um país roliço – inspira uma mudança cultural. Antes desprezados, os gordinhos passaram a ser valorizados. Alguns indícios.

• A convicção de que existe beleza gorda tornou possível a criação de um concurso disputado por mulheres que inspirariam qualquer pintor renascentista. A atual Miss Brasil Plus Size pesa 98 quilos – e, como é possível observar na foto de abertura desta reportagem, é linda.

• A C&A convidou a cantora Preta Gil para ser garota-propaganda. Em julho, a rede de lojas lança uma linha inspirada nela. Os tamanhos vão de 46 a 56. De gordinha excêntrica, Preta se tornou representante de um tipo genuinamente brasileiro. Outras grifes vêm lançando uma variedade sem precedentes de produtos para o público GG (leia os quadros ao longo desta reportagem).

• No mundo da cultura pop, os gordinhos também triunfam. É o caso da rainha do tecnobrega, a paraense Gaby Amarantos (1,66 metro e 76 quilos). E também do ator Tiago Abravanel, que brilhou nos palcos como o cantor Tim Maia. Ele será um dos destaques da próxima novela das 9 da TV Globo, Salve Jorge, na pele de Demir, um sedutor irresistível.
No mundo do design, hoje é possível encontrar cadeiras de escritório nas versões P, M e G, assim como mouses de computador ideais para mãos gordinhas. Encontrar anéis e alianças em numerações maiores deixou de ser um problema. A maioria das joalherias pensa nisso e oferece soluções.
Capa da revista Época - edição 737 (Foto: divulgação)
As brasileiras aprenderam a valorizar o padrão de beleza da mulher real. Essa tendência foi captada pelo Instituto Data Popular, especializado em pesquisa e consultoria em estratégias de negócio. ÉPOCA publica em primeira mão, na edição darevista que chega às bancas e ao seu tablet(baixe o aplicativo) neste fim de semana, os dados dessa pesquisa. Foram entrevistadas 15 mil mulheres acima de 16 anos, de todas as classes sociais. As voluntárias receberam fotos de três mulheres famosas (sem identificação do rosto), vestidas apenas de lingerie. Na página de ÉPOCA no Facebook e no Google+, você pode ver essas fotos e também opinar: qual o corpo mais atraente? Qual o deles você gostaria de ter? Para 72%, o corpo mais atraente era o mais curvilíneo. A maioria (59%) gostaria de ter aquela silhueta. “O padrão de beleza deixou de ser o das passarelas. Ele é considerado pelas mulheres, e até pelos homens, pouco atraente, nada sensual e até feio”, diz Renato Meirelles, sócio diretor do Instituto Data Popular.
Pin It now!

19 comentários:

lapomme disse...

Tenho minhas dúvidas se realmente "as brasileiras aprenderam a valorizar o padrão de beleza da mulher real". Acho que no fundo, além do modismo capitalista que virou todo esse marketing em cima dos "neo-gordos", existe ainda um quê de concessão que tenta maquiar todo um preconceito que ainda é pregado às escuras, algo como "vamos fazer moda para gordinhos para incluir, que legal que é incluir".

As meninas das fotos são lindas, disso não há dúvidas, mas acho que talvez um novo padrão ainda mais maldoso esteja sendo criado a partir daí, algo como "pra ser bonita tem que ser assim", sendo que as gordinhas que não se encaixam vão continuar a não ser consideradas bonitas. Se perguntarmos pra vários homens por aí veremos que a maioria acha as meninas das fotos lindas, mas dificilmente ficariam com uma delas, e muito menos com uma "gordinha real".

Projeto Paradise disse...

Gostei da reportagem amg.
Bjuss

La PuraeCruaVerdad disse...

bem legal!

Van e Ari disse...

Embora hoje os gordinhos tenham adqurido mais espaco (pelo menos em questao de moda as vezes encontramos algumas roupas mais bonitas e modernas) antes era tudo com cara de senhora ( velhas e gorda).
Estão fazendo uma materia que a maioria dos brasileiros estao gordinhos, isso é bom ?????? acho que não, principalmente pq o sobrepeso tem haver com a saúde e vejo que cada dia mais estamos cultivando a cultura dos americanos de fast food e obesidade, uma coisa é o corpo curvilinea das brasileiras (realmete fora dos padrões de passarelas) outra coisa o sobrepeso.
Tambem não acho que o triunfo dos gordinhos tem haver com respeito adquirido pela população brasileira e sim apenas um grande de fatia de mercado que muitas industrias estavam perdendo já que somos maioria.
Van

Poli Moura disse...

A matéria é linda e tal.
Mas eu acho que na vida real, aquela de todo dia, a gente não chegou aí ainda não.
=/

Magérrima pra Já disse...

Ela é linda, acho ela uma boneca...

Pati disse...

Oiiii!!! Realmente a modelo é linda, e sim, temos que disseminar os preconceitos, no entanto a matéira passa uma impressão de apologia a gordura.
A questão do peso vai muito além dos padrões estéticos, acredito que o foco é saúde, e lamentavelmente não há saúde em meio a tanta gordura, por isso embora eu seja a favor da inclusão das "gordinhas" no padrão de beleza, acho que deveria ser dada muito mais enfase a questão da saúde!

Wilma Santos disse...

Isso pra mim é apenas visando mais mercado, afinal na vida real realmente estamos ficando cada dia mais gordos e algo mais além dos remédios, clínicas e etc, a moda também está querendo lucrar com essa realidade, porém, não vejo com bons olhos esse quase incentivo de assumir a pança,kkkk, e logicamente que está acima do peso não significa sem talento, incapaz, desleixado, sem força de vontade, nada disso...mas pela saúde devemos procurar um meio termo possível. Aliás esse final de semana li também um artigo sobre o "Triunfo dos Tímidos e Introvertidos", as empresas estão reconhecendo que esses são muitas vezes mais criativos que muitos extrovertidos e falantes e já são olhados com mais cuidado.

WinniePruh disse...

Vou ser linchada por isso, mas eu nao acho essa miss linda. Acho ela gorda, com um BMI fora do saudavel.

Carla Renata disse...

é.. os tempos mudam, e os gostos tbem pelo visto.. ainda assim me prefiro magrinha..kkkkkk bjokas lindeza e uma ótima semana

Luciana disse...

Apesar de adorar o avanço do mercado e achar as modelos e personalidades citadas lindas eu não consigo me achar bonita acima do peso pelo contrário.

Lii disse...

Elas merecem sim respeito, e estão conquistando seu espaço o que para esse público que esta feliz com o peso é ótimo.

Mas muitas ainda sentem-se mal com os Kg a mais como o nosso caso, e por isso buscamos o contrário delas, mas é claro respeitando o espaço de cada um.

Beijos lindona

Tássia Camargo disse...

Oi Larissa!

Fazia um tempo (tempão, na verdade) que não entrava no seu site e dia desses quando voltei fui ver o que você tinha postado "durante minha ausência". Poxa, fiquei muito feliz que você teve seu bebê. Poste mais fotos de coisas relacionadas a isso, Lari! É muito bonito de ver.

Lembro que te "conheci" quando vc ainda postava pelo Blogger... Acompanhei praticamente toda a sua trajetória de emagrecimento e fiquei realmente feliz por voltar a ler aqui e ver que muita coisa mudou. Parabéns mesmo pelo nascimento do filhote. E continue com o site, claro :) Adoro as postagens!

Um beijo!

Nana disse...

Nunca me renderei.

62kilos disse...

adoro essa visibilidade que gordos estão tendo! principalmente na moda, onde antes era impossível encontrar roupas para obesos.
também admiro quem se assume gordo. quisera eu ser assim...

http://62kilos.blogspot.com

Alles disse...

O mais importante do que o blá blá blá da mídia é ... Como a pessoa se sente! Eu sou feliz MAGRA!!!! Conheço muita gente feliz GORDA!!! E todos deveriam ser respeitados.
Lari seu blog é ótimo e seu bebê é lindo!!!!

Luhhh =D disse...

Bem legal essa reportagem!

Olha que legal essa mamãe emagrecendo tb e cuidando de seu pimpolho =)

http://www.youtube.com/watch?v=cpzCJxQ_iX8&feature=plcp

dea martinez disse...

Aaah, eu tinha visto essa matéria e adorei ela! Simlesmente, perfeita! Nós, gordinhas, cada vez mais estamos conquistando nosso espaço, e isso é lindo! :D

Roberta disse...

Elas se dizem "felizes com o peso", mas eu pergunto: e a saúde?
Todos sabemos que o sobrepeso não é apenas uma questão estética, e acho que todo mundo que está acima do padrão considerado saudável para suas proporções, deve sim lutar para emagrecer saudavelmente.
Assim como "Winnie Pruh" disse ali acima, tb não acho essa modelo nada linda... desculpe!

Abraço,
Roberta